Qual é o valor do seu sonho?

Qual é o valor do seu sonho?

Acredito que todos nós no planeta Terra, somos sonhadores. Dentro do nosso ser, pulsa um espírito magnífico, que deseja alcançar a grandeza em todos os sentidos da vida. Somos um espírito grandioso, imagem e semelhança do criador. Portanto, impossível sermos medíocres! É absolutamente normal termos sonhos. Quando crianças, somos mais sonhadores, visto que o nosso espírito é mais genuíno, mais leve, mais espontâneo e acredito eu que esteja mais próximo da mente de Deus. Mas não é para discutir aqui, se você possui ou não sonhos, que este artigo foi escrito. Já sabemos que “todos” os seres humanos possuem sonhos. A questão aqui é saber: qual o tipo de sonhador é você ? Qual é o valor que você dá ao seu sonho? Você é aquela pessoa que sabe realmente o que quer? Você acredita em seus sonhos? Ou é daqueles que tem um sonho, mas o deixa apenas no abstrato, e nunca parte para transformá-lo em realidade? Aquele que nunca parte para ação? Ou talvez você até sai firmemente e convicto para ação, mas na primeira esquina, ao encontrar uma palavra desmotivadora, uma incerteza proferida por alguém negativo, você desisti?

Será que você está deixando alguém determinar a sua capacidade para conseguir algo? Será que você tem deixado alguma pessoa determinar a sua capacidade para se tornar alguém, ou fazer algo? Será? Reflita comigo acerca de uma história descrita abaixo:

Houve, há anos atrás, um menino que morava nos Estados Unidos. Ele era filho de um domador de cavalos, e por isso tinha uma vida muito pobre, porém, ele desejava estudar. Ele dormia nas estrebarias, cuidava dos animais, e durante a noite, ele ia para escola. Certo dia, em uma dessas escolas, o professor pediu que cada aluno fizesse uma redação com o seguinte tema: o sonho de cada um.

Aquela criança, tão cheia de sonhos, e cheia de excitação, escreveu sete folhas em seu trabalho escrito. Ele descreveu tudo o que sonhava para sua vida quando crescesse. Ele iria comprar uma fazenda de 80 hectares, e lá teria uma grande e linda casa e também teria uma linda família. Ele fez questão de desenhar tudo como estava na sua mente. O curral, o pomar, as cocheiras, enfim, tudo detalhadamente. Ele entregou e ficou todo animado. O garoto achava que o seu professor lhe daria uma bela nota. Porém, assim que o professor corrigiu e devolveu para o menino, disse: “O seu sonho é um sonho absurdo! Imagine! Você é filho de um domador de cavalos! Você será um simples domador de cavalos. Escreva uma outra realidade e eu lhe darei uma nota melhor.”

A criança ficou muito triste e assim que chegou em casa, contou ao pai o que havia acontecido. O pai esperou ele terminar de contar e falou: “ meu filho, o sonho é seu! Você faça o que quiser. Essa decisão é sua. Persistir neste sonho ou procurar outro.”

O menino pensou e pensou, e no dia seguinte, entregou a mesma página ao professor. Disse-lhe que ficaria com a nota ruim, mas não abandonaria o seu sonho.

Esse menino cresceu, e hoje possui uma área de 80 hectares, perto de um colégio nos Estados Unidos. Esse local é emprestado para crianças pobres passarem os seus finais de semana. Trinta anos se passaram e aquele mesmo professor, foi com os seus alunos visitarem aquela área. O professor reconheceu o seu antigo aluno, que é hoje, o dono da propriedade. Então, envergonhado, ele se aproximou e disse: “Fico feliz que o seu sonho tenha escapado da minha inveja. Naquela época eu era um atormentado. Tinha inveja das pessoas sonhadoras. Destruí muitas vidas. Roubei o sonho de muitos jovens idealistas. Graças a Deus, não consegui destruir o seu sonho, que faz bem a tantas pessoas.”

Essa é uma história real relatada aqui, que aconteceu com este jovem nos Estados Unidos. E é interessante prestar atenção na frase falada por esse mesmo jovem que cresceu, e que hoje é dono do racho de 80 hectares. Ele se apresentou como o menino que teve a nota ruim, mas que não desistiu de seus sonhos.

Muitas histórias similares a essa acontecem todos os dias pelo mundo. Posso relatar aqui, em minha própria experiencia, já ter ouvido palavras de derrota e negativas ao longo de minha vida. Algumas pessoas são frustradas, sentem-se fracassadas, não acreditam nelas, sofrem de baixa estima e devido a isso, não suportam ver os outros construindo um caminho de vitória. E tentarão desmotiva-lo! Não deixe ninguém determinar a sua capacidade, o seu brilho, a sua inteligência! Não deixe que o subestimem! Se você tem um sonho, acredite nele! Pague o preço! Invista nele! O que é preciso para torná-lo realidade? Quais os conhecimentos você precisará ter? Quantos livros precisará ler? Quanto de dinheiro precisará economizar? Que experiencia precisará ter? Quantas horas por dia precisará se dedicar? Isto somente você deve responder, visto que o sonho é seu. Pague o preço por ele! Invista seu tempo, seu dinheiro! Você está disposto a estudar? Abrir mão de alguns finais de semana? Trabalhar voluntário? Treinar? Treinar? E treinar? Ler livros sobre o assunto? Investir o seu dinheiro? E o que mais for preciso para torná-lo realidade? Ou você apenas quer? Há uma diferença entre querer e desejar. Querer todo mundo quer. Porém, o desejo nasce de suas entranhas, de sua alma e lhe impulsiona para frente, para o alcance.

Descubra o que você realmente deseja e siga em frente! Não se importando com os obstáculos, as pedras, a distância, ou dificuldades pelo caminho! “O rio continua correndo, mesmo que durante o percurso, encontre pedras, descidas, quedas e obstáculos. Ele não para, ele simplesmente os contorna, pois o seu destino é o mar”!

Sua força interior é que irá determina quem você se tornará! Os outros não poderão fazer isso, a menos que você lhes empodere.

Texto de autoria de Herica Rodrigues

História narrada:

Livro Para Sempre em Nosso Coração de Maria Anita Rosa Batista

Ed. Minas

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *