O CASTELO DE VIDRO – UMA HISTÓRIA BASEADA EM FATOS REAIS

O Castelo de Vidro – uma história baseada em fatos reais, é um drama autobiográfico que eu indico para aqueles que gostam de relatos verdadeiros. A autora Jeannette Walls, narra a sua infância ao lado de seus pais e mais 3 irmãos.

A história trata de uma infância marcada por privações, escassez e negligência, que eles sofrem por parte de seus pais, totalmente irresponsáveis.  Eles não trabalhavam e nem se fixavam em lugar algum. O pai era um ex militar que se tornou alcoólatra. E a mãe, uma mulher submissa, apática e negligente que se preocupava apenas com suas telas de pinturas.

Já no inicio do livro se ver tamanha negligência, quando Jeannette, com apenas 3 anos idade se queima gravemente por cozinhar sozinha, enquanto a mãe, cantava tranquila, ao mesmo tempo em que pintava um quadro em uma sala ao lado.

Uma infância cercada por humilhações, falta, pobreza e descaso, que Jeannette e os irmãos tiveram que enfrentar desde bem pequenos. Os pais os deixavam passar fome, ficar sem eletricidade, sem higiene e sem o básico que todos necessitam.

Durante toda a infância dos filhos, os Walls se mudavam de um lugar para o outro. Na verdade, eles procuravam fugir da polícia e de alguns federais, visto que cometiam pequenos deslizes e para não serem descobertos, viviam fugindo.  Houve dias, em que eles acordaram os filhos no meio da madrugada para fugir. E assim submetiam as crianças as mais variadas privações.

O tempo vai passando e Jeannette e os irmãos vão crescendo neste ambiente precário, negligente e em meio a irresponsabilidade dos pais. Muitas vezes, o leitor sente-se agoniado durante a leitura, devido aos maus-tratos que as crianças são submetidas. Porém, é interessante notar, que ao mesmo tempo em os pais são irresponsáveis e negligentes por um lado, por outro, demonstram momentos de carinho e ensinamentos para com as crianças.  Parece ambíguo, mas os Walls tiveram momentos em que incentivaram a esperança e a capacidade de sonhar e fantasiar em seus filhos. E também os despertaram para assumirem a responsabilidade por suas vidas, desde de muito cedo. Mas, claro que a maneira que conduziram a infância, cuidado e educação dos filhos, deixa explícito grande irresponsabilidade e negligência que desperta a revolta no leitor. No entanto, eu não poderia deixar de pontuar esse aspecto interessante que me chamou atenção!

É importante notar que durante toda a trajetória que Jeannette narra no livro, ela em nenhum momento se vitimiza. A autora procura trazer ao público uma história triste e revoltante de sua infância de uma maneira leve.

A maior parte do desenrolar da trajetória, se dá durante infância e adolescência de Jeannette e os irmãos, mas a autora relata em algumas poucas páginas finais, parte de suas vidas já adultos.

O CASTELO DE VIDRO – uma história baseada em fatos reais. O nome do livro foi dado em homenagem à uma promessa que o pai de Jeannette, o senhor Rex Wall, fez. Ele prometera que construiria um castelo de vidro. E embora não tenha honrado a sua palavra, com essa promessa, ajudou manter a esperança no coração dos filhos. As crianças por expectarem um dia morar nesse tão sonhado castelo, conseguiram passar pela dureza de suas infâncias de forma mais leve.

Esta é uma história de superação. Sabemos que hoje Jeannette Walls se tornou uma grande e famosa escritora.

Lições que podemos retirar desse livro: Superação, esperança, equilíbrio, força interior, confiança em si mesmo, resiliência, compaixão, perdão, determinação, luta, atitude e realização.

Você também pode se interessar por outras resenhas de outros livros aqui no blog: https://pausaparaaquecerocoracao.com/category/livros/

Resenha de autoria de Hérica Rodrigues

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *