PROCRASTINAÇÃO UM AUTOBOICOTE SILENCIOSO

PROCRASTINAÇÃO – um autoboicote silencioso. Deixar para depois uma tarefa, uma atitude, uma ação que sabe ser necessária ou importante em algum quesito da vida. E as vezes, na esperança de que em algum momento posterior, a coragem irá nos invadir de modo repentino. Então, em um passe de mágica, seremos envolvidos por um estímulo que nos levará a ação, em uma hora mais oportuna!  Não é de se admirar que esse dia tão esperado nunca chegue e, nem nada surpreendente que os sonhos, projetos e objetivos ficarão bem guardados nas gavetas, mantidos pela palavra procrastinação! Palavra essa, gerada e alimentada pela autossabotagem.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a procrastinação não é simplesmente uma questão de falta de foco, disciplina ou até mesmo preguiça. Aparentemente, associamos a procrastinação a tais adjetivos cheios de cargas negativas. Porém, há muito mais além de nossa consciência a respeito disso, do que se pode imaginar! E é sobre a grande parte do nosso subconsciente que estou falando. Isso vai muito além do que simplesmente a pontinha do iceberg que é a nossa consciência. Embora tenhamos consciência de não desejarmos realizar uma atividade e de adiá-la em um número incansável de vezes, o impulso que nos leva a agir dessa maneira, muitas vezes está relacionado com pensamentos inconscientes. Sendo assim, quando tomamos a decisão de deixar de fazer algo que consideramos chato, enfadonho e difícil, MAS, que poderia levar a realização e satisfação a longo prazo, para fazer algo mais prazeroso, que nos permitiria desfrutar benefícios imediatos, estamos nos sabotando. Vamos deixando para depois e postergando com tanta frequência, que se torna mais um autoboicote, do que um simples “deixa para depois”.  Algumas frases passam a fazer parte do repertório corriqueiro, como por exemplo: “  Amanhã eu faço.” ! Farei quando eu estiver melhor preparado.” “Segunda-feira eu começo.” “O mês que vem eu inicio.” E por aí vai.

Apesar de a procrastinação poder  acontecer as vezes, simplesmente por não gostar de executar determinado tipo de atividade, deve-se manter atento ao fato de que, uma vez se manifeste constantemente em sua vida e se estiver principalmente ligada a algo que você precisa e gostaria de mudar, mas que não faz devido a tais postergações, provavelmente são os seus pensamentos mais inconscientes que estão trabalhando. Por exemplo: Medo de não dar conta, sentimento de baixa autoestima, insegurança, ansiedade, falta de merecimento, sentimento de culpa, etc. Dessa forma o seu cérebro entra em ação gerando constantes pensamentos de eventuais fracassos e falhas. E aqui é que entra a questão da autossabotagem.

Veja bem, mesmo que a nível consciente, se queira muito o sucesso em qualquer área, seja lá qual for que esteja sofrendo com a procrastinação, a nível inconsciente, não se faz. Por que se fizer, alcançará resultados positivos. E como lá dentro desse subconsciente roda o tempo inteiro os programas negativos a respeito de si mesmo, acontece o autoboicote.

O cérebro começa a utilizar a procrastinação. E inicia então a autossabotagem. Ou seja, o impedir do crescimento. E se você não tenta, não arrisca, não faz, não enfrenta, você também não cresce, não se expande e não prospera.

A procrastinação funciona como um círculo vicioso. No momento em que adiamos, podemos nos sentir bem e até aliviados, mas depois somos pegos com sentimentos de impotência, de culpa, de tristeza, fracasso e até o stress pode nos rondar devido a isso. E quando você menos esperar, estará lá novamente postergando. E a tendência é aumentar! Cada vez que deixamos de fazer uma tarefa, uma atividade ou algo que deveríamos ou nos propusemos a fazer, os sentimentos negativos tendem a aumentarem. E o que é pior, quando você diz que irá fazer algo e não faz, o seu cérebro registra e armazena. Sendo assim, a probabilidade de você não fazer as outras tarefas, planos, metas e objetivos que você se determinou a fazer aumenta muito. É aquela velha frase popular que todos nós já conhecemos de perto “Cão que late não morde”. Ou seja, fala, fala e nada faz.

A procrastinação é um fator bloqueador da prosperidade e do crescimento, pois impede a ação e as atitudes que gerariam resultados.

Nosso cérebro é como um computador, precisamos programá-lo para se tornar o nosso aliado!

E O QUE FAZER PARA ACABAR COM A PROCRASTINAÇÃO?

Algumas dicas:

1. Segundo especialistas e neurocientistas, uma das dicas seria se auto perdoar e exercer a autocompaixão quando tiver tais comportamentos. É mais ou menos assim: todas as vezes que você se pegar procrastinando, tente amenizar a sua autoculpa e tenha compaixão consigo mesmo. E prossiga a diante. Você estará superando um comportamento negativo anterior e focando nos próximos comportamentos futuros.  A tendência é a procrastinação ir diminuindo com o passar do tempo.

2. Você também pode se recompensar por cumprir o determinado. É como se fosse uma recompensa por fazer algo.  Faça mesmo sem querer! Faça mesmo sem vontade! Mas faça! Principalmente se você se determinar a realizar algo, vá até o final custe o que custar! E depois premie-se!

3.  A PNL( Programação Neurolinguística) é excelente para trabalhar a procrastinação e  poderá ajudar muito . Elimine de uma vez por todas, a procrastinação esse autoboicote silencioso da sua vida!

Saiba um pouco mais a respeito da autossabotagem aqui no blog. Acesse: https://pausaparaaquecerocoracao.com/2019/07/06/autossabotagem-quem-a-tem-nao-precisara-de-adversarios/

Texto de autoria de Hérica Rodrigues

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *