O sabotador controlador: a ilusória sensação de comandar a vida

O sabotador controlador e  a ilusória sensação de comandar a vida! Sabemos que a vida é incontrolável. Nós podemos ter atitudes para gerenciar a nossa vida e os nossos projetos futuros, de uma determinada maneira, para alcançarmos o sucesso, as bençãos e a realização de nossas metas, mas  não conseguimos controlar definitivamente como que as coisas acontecerão o tempo todo, e, da maneira que nós já determinamos em nossas mentes. Podemos trabalhar para alcançar os nossos objetivos de maneira eficiente,  porém,  sem tentar controlar a vida de uma maneira manipuladora e predeterminada, ou   acreditar que  os resultados serão exatamente  100 % da forma que determinamos!  O sabotador controlador e  a ilusória sensação de comandar a vida, é mais uma das armadilhas que a  mente  nos prega.

Desejar controlar as situações, as pessoas e a vida, traz sem sombras de dúvidas, um prejuízo para a paz interior.

A necessidade de controlar, esconde em suas entranhas mais profundas, uma insegurança, um medo, ou uma baixa autoestima que permeiam o inconsciente, ou até mesmo o consciente do indivíduo. Na realidade, uma pessoa controladora tem como finalidade o bem maior daqueles que ama e de si mesmo. Essa pessoa tenta se resguardar de possíveis sofrimentos futuros. E esse medo, ou essa insegurança, se tornam mais propensos de se manifestarem nos dias atuais; principalmente para aquelas pessoas adeptas de notícias de tragédias, e,  dos males que ocorrem no mundo. O controle não é nada mais nada a menos, do que uma tentativa de proteger a si e aos outros, dos possíveis males eventuais.

O controlador possui a necessidade de assumir responsabilidades, para que possa controlar e dominar as situações. Ele acredita que para que tudo saia perfeito, existe a necessidade de que ele esteja no controle. E assim, não consegue delegar. Ele não consegue repartir tarefas para as outras pessoas, e não consegue também receber ajudas. O que muitas vezes, o deixa estressado, sobrecarregado e exausto. O que de certa maneira, o torna um manipulador dos outros e das situações cotidianas em geral.

Pessoas controladoras desejam que tudo saia exatamente como já está predeterminado em suas mentes. E com isso,  tentam conduzir aos outros, para que façam as coisas e ajam de acordo com as suas vontades. Inconscientemente eles agem visando o melhor para vida deles. Como já mencionado anteriormente, existe uma voz interior do medo, que roda o tempo inteiro em suas cabeças. Elas fazem tudo isso na tentativa de manter o incontrolável, ou seja, o destino, sob controle. Essas atitudes,  os fazem viver de forma bastante ansiosa e impaciente. Principalmente quando as coisas não saem do jeito que os controladores querem, ou quando as outras pessoas não agem como eles desejam. E é aí que os controladores não apenas sofrem sendo vítimas de suas próprias ansiedades, como também fazem aqueles que estão á sua volta sofrerem.

Tentar controlar aos outros, é algo insensato e ilusório! Além de ser um grande dispêndio de energia, e, sabotar a própria vida.  Todas as pessoas são diferentes. E portanto, pensam e agem diferente. Na verdade, a única coisa que de fato podemos controlar, somos nós mesmos! Nós nunca iremos conseguir controlar as pessoas! Não conseguimos controlar aos nossos filhos, aos nossos cônjuges, ou as situações! Quando tentamos controlar, estamos sabotando os nossos relacionamentos e também a nossa saúde. A partir do momento que desejamos que outro faça as coisas exatamente como queremos, deixamos de respeitar o livre -arbítrio do outro! 

Para o controlador, as situações decorrentes da vida, e as pessoas, dependem dele para darem certo. Para ele, as pessoas só farão bem feito,  se ele as comandarem.  Ele acha que  o fato dele prestar muita atenção e trabalhar sobre as situações, ou sobre as pessoas, fará com que as coisas saiam da forma que ele deseja. Grande ilusão! Na verdade, todo o controle que ele tenta exercer,  é para que ele não seja controlado pela vida.

Os controladores ficam ansiosos se as situações darão ou não certo. Ficam com raiva e intimidados quando os outros não fazem o que eles querem. Geralmente, são impacientes com os sentimentos e estilos diferentes dos outros. Isso os afastam dos relacionamentos legais.

O controlador se sabota o tempo inteiro em seus relacionamentos, visto que constantemente se envolve em conflitos com os outros. O fato de tentar manipular as pessoas para que façam as coisas do jeito que ele quer, gera atritos, pois ninguém deseja ser controlado. Ninguém gosta de conviver com pessoas controladoras. Ele intimida aos outros e por isso, muitas vezes, não  é querido nos ambientes em que chega. O controlador, inconscientemente afasta os bons relacionamentos dele, o que chamamos aqui de autossabotagem. Pessoas controladoras, podem ser consideradas rígidas, antipáticas, intimidadoras, controladoras, chatas, manipuladoras, etc. 

O controlador não entende quando as pessoas se ressentem e se afastam dele, visto que ele acha que todo esse controle é bom para os outros.  Então, as frustrações dele são constantes.  O que gera nele, um sentimento de incapacidade, de fracasso e de mágoas. Muitas vezes,  se sente rejeitado. E é de fato o que acontece. Pois, como sabemos, nós não detemos o controle sobre vida, sobre as situações e principalmente sobre pessoas.

O desejo de controlar não passa de uma ilusão da mente!  Porque a mente acredita que se ela ficar o tempo inteiro em alerta, ou preocupada,  irá evitar que as situações, ou mudanças aconteçam. E isso é uma grande ilusão! A vida é um processo dinâmico,  é mutação,  é movimento! As pessoas são diferentes; imprevistos acontecem… As pessoas agem de maneira inesperada.  E tudo precisa fluir! Esse desejo de controle é a ilusão de que se se mantiver em alerta, ou no controle o tempo inteiro, as coisas ocorrerão perfeitas. 

É interessante sermos pessoas atentas, analisadoras, perspicazes e cuidadosas! E de certa maneira,  estarmos sobre o controle das nossas vidas e da vida daquelas pessoas que amamos!  Nos mantermos em um determinado controle, até certo ponto, fazer a nossa parte até onde nos cabe, cuidar daqueles que amamos, cuidar da nossa vida, cuidar do nosso trabalho e dos nossos afazeres, é algo interessante,  para que nós nos mantenhamos em um processo de desenvolvimento satisfatório para as nossas vidas! Porém, o grande problema surgi,  quando isso passa dos limites, ou começa a ser um controle 100 por cento do tempo, em  todos os momentos!  E ainda,  desejar ter  resultados 100 por cento predeterminado, e, ter uma certa frustração, ou  um certo desiquilíbrio, quando  as coisas saírem de maneira diferente!  Nós devemos ter equilíbrio! Tudo na vida é equilíbrio! Quando o controle se torna um excesso, aí é que surge o problema!

Tentar controlar a vida e as pessoas é um grande sabotador da saúde também. Pessoas controladoras desenvolvem ansiedade, dor de cabeça, tonturas, perda de energia, insônia e inúmeras outras doenças que poderão se somatizar no corpo e na mente.

Precisamos nos flexibilizar! Precisamos ter jogo de cintura quando as coisas mudarem, ou não saírem da maneira que planejamos! E principalmente, precisamos também saber delegar!

Devemos diferenciar as coisas que não podemos controlar, daquelas que realmente podemos controlar!

Não devemos gastar o nosso tempo e energia tentando controlar coisas, pessoas e situações que realmente não temos nenhum controle!

Devemos nos desapegar do controle, e focar a nossa energia para aquilo que de fato temos o poder de controlar, ou seja, nós mesmos!  Quando passarmos a ter essa atitude, nós teremos mais paz na  vida, mais equilíbrio, mais harmonia interior, mais leveza. E aí,  teremos uma vida mais equilibrada, mais fluida; com mais saúde nos relacionamentos, e em nossos corpos físicos. Além de sentir  um  bem-estar em todos as áreas de nossas vidas!

Liberte-se do desejo do controle! 

Além desse vídeo e artigo “O sabotador controlador:  a ilusória sensação de comandar a vida”, talvez você queria saber mais a respeito desse assunto. Leia  mais a respeito da autossabotagem em: https://pausaparaaquecerocoracao.com/2019/07/06/autossabotagem-quem-a-tem-nao-precisara-de-adversarios/

 

Assista também sobre o sabotador da culpa no meu canal no Youtube. Acesse em: https://youtu.be/X6S2AnpTIT0

Texto de autoria de Hérica Rodriguess

 

 

 

 

 

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *