O diário de Anne Frank – uma história emocionante!

O diário de Anne Frank – uma história emocionante! Este é um livro que tem como base o diário da adolescente Anne Frank. A garota relatava nele suas anotações diárias dos períodos entre 1942 até 1944, época em que ocorria a Grande Segunda Guerra Mundial. Apesar de ser um livro que cita pontos ocorridos durante a guerra, é um livro bastante descritivo do cotidiano de Anne, sua família e amigos, que viveram nesse esconderijo durante 2 anos.

Anne tinha apenas de 13 anos de idade, quando juntamente com a sua família, viu-se como parte de uma história lamentável, cheia de atrocidades e horrores que a história jamais poderia ter experimentado!

A vida de uma adolescente, cheia de sonhos, dúvidas, inquietudes e descobertas, se transforma de uma hora para a outra, e isso pelo simples fato da garota ser judia.

Os judeus deveriam usar uma estrela amarela; os judeus eram proibidos de andar nos bondes; os judeus eram proibidos de andar de carro, mesmo em seus próprios carros; os judeus deveriam fazer suas compras entre três e cinco horas da tarde; os judeus só deveriam frequentar barbearias e salões de beleza de proprietários judeus; os judeus eram proibidos de sair ás ruas entre oito da noite e seis da manhã; os judeus eram proibidos de frequentar teatros, cinemas, ou ter qualquer outra forma de diversão; os judeus eram proibidos de ir a piscinas, quadras de tênis, campos de hóquei ou qualquer outro campo esportivo; os judeus eram proibidos de ficar em seus jardins ou nos de amigos depois da oito horas da noite; os judeus eram proibidos de frequentar casas de cristãos; os judeus deveriam frequentar escolas judias, etc.  Não podia nem isso ou aquilo, mas a vida continuava.”

O Diário de Anne Frank, 20 de junho de 1942

Quando os alemães nazistas iniciaram a grande caçada aos judeus, e invadiram alguns países da Europa a procura deles, Anne frank morava em Amsterdam na Holanda. Nessa época, Hitler deu uma ordem para que todos os judeus, e também outros indivíduos de outras raças, etnias, religiões, bem como os ciganos e homossexuais também fossem levados para os campos. Porém, vale ressaltar aqui, que o maior número dessas pessoas capturadas e levadas para o holocausto, eram os judeus, devido ao grande ódio que Hitler sentia por eles.

As vidas de Anne Frank, dos seus amigos e dos seus familiares, outrora tranquilas e como qualquer outros seres humanos normais, de repente se transformam em vidas cheias de medos e ansiedades.

“   Levávamos uma vida cheia de ansiedades, pois nossos parentes na Alemanha, estavam sofrendo com as leis de Hitler contra os judeus”.

Anne Frank, sábado, 20 de junho de 1942

A partir daí então, para tentar preservar suas vidas, a família Frank vendo tudo o que estava ocorrendo com os outros judeus, acatam a ordem de Otto Frank, (pai de Anne), e se mudam durante uma madrugada, para um refúgio em Amsterdam. Esse lugar em que eles se esconderam, era o porão do gabinete em que Otto trabalhava. Então, passam a viver nesse esconderijo: Anne Frank, sua irmã, seu pai e a sua mãe, e mais um casal de amigos juntamente com o filho, Peter, um garoto que regulava idade com Anne.  Peter passa a ser o seu grande amigo inicialmente. O garoto que a princípio não despertara nenhum interesse em Anne, passa posteriormente a ser fruto de uma paixão da menina, o que se torna um leve e sutil romance dos dois adolescentes.

Anne Frank, registra todos os dias em seu diário, suas convivências, suas discórdias ocorridas na maior parte das vezes com sua mãe, suas tristezas, suas distrações; as dificuldades enfrentadas por todos aqueles que viviam nesse local secreto; bem como o medo de a qualquer momento, serem descobertos, capturados e mortos pelos nazistas.

Anne Frank sente-se encorajada, e começa a relatar em seu diário, fatos ligados à guerra, depois de ouvir um programa de rádio, em que diziam que as pessoas deveriam escrever sobre esses acontecimentos ocorridos na época. Isso seria uma forma de documentar esses fatos históricos. Na verdade, ela tinha grandes sonhos. Anne sonhava que quando ela crescesse, e que quando a guerra acabasse, ela se tornaria uma grande escritora. Bem, ela se tornou uma grande escritora, mas infelizmente não foi da maneira que ela sonhara!  O “destino” havia reservado para Anne, algo diferente.

Leia o livro para descobrir um pouco mais sobre esse período da história, bem como qual foi o destino de Anne, de sua família e amigos!

Além dessa resenha O diário de Anne Frank – uma história emocionante! Acesse outras resenhas de livros aqui no blog! Veja em: 👇https://pausaparaaquecerocoracao.com/category/livros/

Resenha escrita por Hérica Rodriguess

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Powered by