A importância da meditação para o processo criativo

A importância da meditação para o processo criativo. É bastante comum algumas pessoas acharem que o processo de criatividade requer dons e talentos especiais ou alguma espécie de privilégio dado por Deus, somente para determinadas pessoas mais afortunadas.

Muitas pessoas acham que para conseguir uma ideia de algum negócio lucrativo, por exemplo, seria necessário nascer com uma certa inteligência criativa e ter ideias fluindo facilmente em sua mente consciente.  Outras acham que para ter esses pensamentos e insights, seria necessário fazer treinamentos, cursos, estudos, aprendizados, preparações, trabalho, etc. Bem, de fato todo ser humano tem dentro de si, inúmeros dons e talentos que nem sempre se tem consciência. E apesar de ser muito importante tomar todas essas ações práticas mencionadas acima, como por exemplo, adquirir conhecimentos para a materialização de algum projeto ou desejo, o processo da criatividade não se resume em fazer apenas uma ou outra dessas atitudes. Não se esgota por aí.  Muito pelo contrário.

Buscar novos conhecimentos, adquirir aprendizado, realizar pesquisas, enfim…  esse botar “a mão na massa”, que poderíamos definir aqui como o fazer, é apenas uma parte necessária para o processo criativo.

O pensamento focado somente nas ações materiais, é bastante comum no mundo ocidental. Para o Oriente não é bem assim. Para os orientais é algo normal se colocar no estado de presença e meditativo.

Todos temos infinitas possibilidades de criação que estão disponíveis para nós, porque somos a imagem e semelhança de Deus. Somos dotados de inúmeras habilidades, dons, talentos e intuição, mas nem sempre temos consciência de toda essa riqueza que reside dentro de nós. E é por isso que é muito importante adentrarmos pelo caminho da meditação, porque ela nos leva a expansão da consciência.  Quando adotamos a meditação como hábito, ocorre o que eu chamaria “de uma espécie de despertar de uma consciência outrora dormindo.”

Quando pensamos no processo criativo, lembramos que existe a fase em que buscamos por conhecimento, por adquirir novos aprendizados, por amadurecer velhas ideias e até mesmo em que damos novos significados para conceitos e visões antigas. Essas são algumas das etapas do processo criativo. Por exemplo, quando desejamos aprender alguma coisa nova, começamos o processo de estudos e de pesquisas. Essas são as fases das ações, mas todo esse conhecimento para se tornar útil, precisará ser processado e assimilado. Ou seja, a mente necessita  de espaço e de tempo para absorver e processar o conhecimento. Na verdade, todo o conhecimento, e também todo o fruto da preparação anterior já se encontra armazenada no subconsciente. Porém, este não libera insights e ideias criativas para o consciente em meio à turbulência de uma mente agitada, ocupada ou perdida em meio as preocupações. Daí a importância do relaxar e do soltar essas tensões mentais.   Podemos dar um espaço para mente através da meditação e também do relaxamento.

As mais maravilhosas ideias e insights que nos chegam à consciência, são oriundos de momentos de relaxamento, de paz, de tranquilidade e do estado de presença. São nos momentos de calmaria e paz interna que somos surpreendidos com ideias até mesmo inesperadas. Uma mente cheia e ocupada com os afazeres diários ou com as preocupações com o futuro, não consegue acessar as informações e as infinitas possibilidades que o Universo disponibiliza. Não há como.  

Pratique a meditação! Solte o controle das ilusões de sua mente egoica!  Encontre a sua paz interior, e tudo dará certo!  

Além desse artigo: “A importância da meditação para o processo criativo”, leia também outros artigos sobre espiritualidade aqui  👇https://pausaparaaquecerocoracao.com/category/espiritualidade/

Escrito por Hérica Rodriguess                

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Powered by